Novo adjuvante é alternativa contra greening

Ele é capaz de “segurar” o defensivo na folha do vegetal para que ele aja na próxima vez que o inseto pousar

A necessidade de combate de pragas está exigindo que as empresas invistam cada vez mais em produtos modernos, como o lançamento de um novo adjuvante que pode virar uma alternativa contra o vetor do greening nos citros e também da mosca branca em diversas culturas como feijão e soja.  De acordo com Wladimir Chaga, presidente da BRANDT, desenvolvedora do produto, o TriTeK é um só óleo com três finalidades diferentes, mas muito bem especificadas, podendo agir potencializando o efeito de inseticidas, fungicidas e propriamente sendo adjuvante. 

“Ele faz um controle do inseto, então ele controlando o inseto, ajudando o inseticida ou o fungicida ele potencializa o efeito desses produtos aplicados. Ele vai melhorar controle, vai prolongar o controle pela aderência que ele tem junto a folha. Ele vai melhorar essa aderência por mais tempo e vai melhorar o controle”, falou.  

Segundo o presidente da empresa, o TriTek pode ser considerado como um adesivo no caso de potencializador de inseticidas. Nesse sentido, Chaga explica que ele é capaz de “segurar” o defensivo na folha do vegetal para que ele aja na próxima vez que o inseto sentar ali. Com o fungicida, segundo o especialista, o processo é praticamente o mesmo, sendo que o adjuvante permite que o produto permaneça na folha por mais tempo mesmo com a ocorrência de chuva. 

“No caso do fungicida é a mesma coisa, se você tem uma chuva e não tem um bom produto que segura, que retém, você acaba perdendo esse fungicida. Ele funciona também como um aderente, melhorando e potencializando o seu fungicida. Ele sozinho como adjuvante, ele pesa a gota, ele diminui a deriva, faz com que a cauda faz no local adequado”, finaliza.